sábado, 13 de fevereiro de 2016

O PORQUE? RESOLVI INTERNAR MINHAS IRMÃS EM UMA CASA DE REPOUSO!

É  realmente muito estressante o cuidar de uma pessoa com Parkinson, devemos saber primeiramente ver tudo com naturalidade e entender que o amor daquele ente querido que um dia cuidou de nós com muito carinho  suplanta qualquer dificuldade.
Eu costumo dizer que tudo "vem na bandeja" quando transferimos o carinho, o cuidado a aquele que precisam da nossa ajuda, que além de ser sua esposa (o), sua irmã (ao), sua mãe ou seu pai, em Cristo são todos nossos irmãos. Gosto muito dos ditados populares, um está banalizado e mal usado "É DANDO QUE SE RECEBE" que coloca a seu dispor  energias benéficas e salutares, quando usado adequadamente.
Passei recentemente por um grande drama de consciência ao internar uma das minhas irmãs, no início do tratamento ela pediu para nunca ser internada, isso ficou gravado como um contrato registrado no tabelião do coração lutei muito e fiz de tudo para que isso nunca viesse a acontecer, algumas dificuldades funcionais,  administrativas e até financeira começaram a me preocupar, aí veio à ideia que talvez fosse melhor internar em uma instituição que pudesse continuar com a mesma qualidade do atendimento domiciliar.
 Comecei a procurar uma instituição séria que poderia me dar esse suporte de bons cuidados, de tratamentos adequados, de atitudes honestas com profissionais de qualidade, foram anos de procura já estava desistindo quando uma amiga da minha esposa confidenciou que conhecia uma instituição que tinha o que procurava, a princípio achei que seria mais uma em um grande palheiro, fui visitar e ai as energias benéficas e salutares começaram a atuar, como falei anteriormente as "dificuldades"  começaram a pipocar e me obrigaram a identificar  as saídas certas, as "verdades verdadeiras" sem os condicionamentos do ouvi dizer, aqui cabe outro ditado popularizado em uma das novelas da Globo "tudo que acontece de ruim é para melhor" da novela “ETA MUNDO BOM”, eu completaria "DEUS ESCREVE CERTO POR LINHAS TORTAS", mas é  preciso estar devidamente preparado para saber receber as ideias verdadeiras e fazer fluírem ao lugar certo, encontrei  a CASA DE REPOUSO DAS IRMÃS DE SÃO CAMILO, poderia afirmar foi sorte, não foi DEUS e meu anjo da guarda me intuindo, comecei internando minha irmã com Alzheimer para poder avaliar melhor os atendimentos e internar posteriormente minha irmã com Parkinson, ela foi internada no último  sábado de carnaval.
Sei que cada caso é  um caso diferente, mas venho aqui dar esse depoimento com a alma lavada, mas continuarei, observando fiscalizando e tentando fazer o melhor.
Espero de alguma forma ter ajudado os amigos e irmãos a encontrar uma saída  no fundo do túnel.
Abraços fraternos,
Badu 

domingo, 15 de novembro de 2015

O Grupo de Ajuda Parkinson Niterói e a Academia Aquavitae promovem ...



I TORNEIO PARKINSONIANO  
  DE FUTEBOL DE BOTÃO    
     GAP-NITERÓI         



DIA 21 DE NOVEMNRO

A PARTIR DAS 9:30H

NA ACADEMIA AQUAVITAE
End Av Sete de Setembro nº22 Icarai - Niterói

terça-feira, 10 de novembro de 2015

BONS DIAS COM BOAS NOTICIAS - IX CONGRESSO DAS ASSOCIAÇÕES DE PARKINSON DO BRASIL 2017 EM CAMPINAS!!!

Notícias da ACP:


ola meus amigos

Em Outubro de 2015, passado participamos do VIII Congresso das Associações de Parkinson do Brasil que foi realizado em Santos.

Agora trago a voces uma grande novidade escolhida por unanimidade que é  ... 

... O IX  CONGRESSO  DAS  ASSOCIAÇÕES  DE  PARKINSON  DO  BRASIL

... SERÁ  REALIZADO  EM  CAMPINAS  EM  2017

Gostaram da novidade.

Legal né

Temos pela frente em torno de 2  anos para preparar o Congresso.

Será um enorme desafio mas temos certeza de que podemos realiza-lo com sucesso.

Vamos fazer todo seu Planejamento contando com a colaboração de todos.

Oportunamente entraremos em contato, mas se alguem ja quizer passar seu nome, email e telefone, nós

ja vamos montando um cadastro.

Obrigado e grande abraço a todos

Omar

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Grupo Lótus - Associação Parkinson da Baixada Santista - VIII CONGRESSO DAS ASSOCIAÇÕES DE PARKINSON DO BRASIL!!!

Hospedagens e Transportes – Veja todos os serviços disponíveis.
A Associação Parkinson da Baixada Santista, firmou parceria com os Hoteis Mercure e Ibis na cidade de Santos, oferecendo tarifas especiais para os participantes do VIII Congresso das Associações de Parkinson do Brasil 2015.


HOTÉIS

Hotel Mercure Santos
Single ou Duplo: R$ 309,00 + 2% iss
Café da manhã incluso
www.mercure.com
Contato: (13) 3036.1028
Av. Washington Luiz, 565, Santos/ SP


Hotel Ibis Santos
Casal ou 2 camas solteiro: R$ 239,00 + 2% iss
Café da manhã não incluso na diária (R$ 17,00 por pessoa)
www.ibis.com
Contato: (13) 2127.1660
Av. Vicente de Carvalho, 50, Santos / SP


TRANSPORTE AEROPORTO:

O transporte entre os aeroportos de Congonhas em São Paulo e Cumbica em Guarulhos podem ser feitos pelas seguintes empresas de transporte rodoviário.

EXPRESSO LUXO (4h30 e 11h40)

COMETA
- Cumbica / Santos: 5:50 / 7:00 / 8:00 / 9:30 / 11:00 / 12:00 / 13:00 / 14:00 / 15:30 / 17:00 / 18:30 / 20:00 / 22:00
- Congonhas / Santos: 11:10 / 19:20

RÁPIDO BRASIL / ULTRA (8h20 e 18h30)
Os horários são para saída da Rodoviária de Santos, com valor da passagem R$ 18,90. Em Congonhas, as saídas para Santos, são às 9h, 11h, 14h, 16h30, 19h20, 23h10.

A TRANSLITORAL, valor da passagem ida e volta R$ 40,00, ou R$ 25,00 só ida ou só volta, mais os ônibus possuem mais comodidades como internet wi-fi grátis. Horários das saídas de Santos 4h30, 6h30, 9h, 15h, 18h, as saídas são do Auto Posto Glicério (esquina com o canal 2).

Horários de saídas de Guarulhos 7h30, 9h, 10h30, 12h30, 19h30, 21h, 21h50, e saídas de Congonhas 8h30, 10h, 11h30, 13h30, 16h20, 20h10, 21h40, 22h30.


TRANSPORTE AOS PARTICIPANTES DO CONGRESSO NA CIDADE:
A organização do congresso fornecerá gratuitamente para os participantes transporte entre os Hotéis Ibis e Mercure até o local do Congresso (Associação dos Médicos de Santos), no período da manhã, das 8:00 as 9:30 horas, e na parte da tarde em sentindo inverso, Associação dos Médicos de Santos retornando aos Hotéis Ibis e Mercure das 17:00 as 18:30 horas.

Sugestão de Passeio Turístico:
- Linha Turística Conheça Santos
- Passeio disponível: Sábados, Domingos, Feriados e Emendas de feriados e ponto facultativo.
- Valor: R$ 12,00 (Não terá meia entrada)
- Início do Passeio e Venda de Bilhetes: Praça das Bandeiras - onde se compra o bilhete direto com o motorista
- Horário: 11h as 16 h (ultima saída) com retorno as 17:40h - saídas de hora em hora.
- 3 paradas para desembarque e embarque - Orquidário, Memorial das Conquistas (Vila Belmiro) e Praça Mauá.
- Duração: Passeio de 2 horas com guia bilíngue.
- Proibido traje de banho.
- site: www.turismosantos.com.br 


Obs : Todas as informações (programação, transporte e inscrição) sobre o congresso poderão ser acessados no link abaixo:

Fonte : Grupo Lótus - Associação Parkinson da Baixada Santista

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

BONS DIAS AMIGOS PARKINSONIANOS - NO MESMO CAMINHO E NO MESMO BARCO!!!

No mesmo caminho
O sábio, acompanhado de um discípulo, parou numa aldeia. Um velho perguntou:
- Santo homem, como me aproximo de Deus?
- Divirta-se. Louve a Deus com sua alegria - foi a resposta.

Um jovem perguntou:
- O que faço para me aproximar de Deus?
- Não se divirta tanto - disse o sábio.

Quando o jovem partiu, o discípulo comentou:
- Parece que o senhor não sabe direito se devemos ou não nos divertir.

E o sábio respondeu :
- A busca espiritual é uma ponte sem corrimão atravessando um abismo. Se alguém está muito perto do lado direito, eu digo 'para a esquerda!' Se aproximam-se do lado esquerdo, eu digo 'para a direita!'. E assim eles continuam no Caminho.

sábado, 29 de agosto de 2015

COMUNICADO DO CEL.PATTO A TODAS AS ASSOCIAÇÕES E GRUPOS DE APOIO DO BRASIL!!!

Amigos
É com satisfação que comunico a concretização da Federação Brasileira de Parkinson, conquista almejada por todos aqueles que compartilham o ideal de melhorar a qualidade de vida dos portadores dessa doença e de seus familiares.
Para que esse propósito comum seja alcançado, é essencial contar com a participação e o apoio de todos que compartilham desse ideal.
Assim convidamos todas as Associações e Grupos de Apoio para somar forças no intuito de vencer o desafio que a DP nos impõe.
No ensejo, solicito que me enviem seus pleitos para que eu os apresente, em caráter preliminar, à representante do Ministério da Saúde.
Um abraço,
Patto
--
Carlos Anibal Pyles Patto
Presidente da Associação Parkinson Brasília
Cel 61 9975 9058

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

AUDIÊNCIA PÚBLICA NA CÂMARA DOS DEPUTADOS - DEPOIMENTO DO DR. EDUARDO BARBOSA




O deputado Eduardo Barbosa presidiu, nesta quinta-feira (27), audiência pública promovida pela Comissão de Seguridade Social e Família realizada a seu pedido. O debate levantou questões relacionadas ao dia a dia dos portadores da doença de Parkinson. Na opinião do parlamentar, a situação está muito mais próxima do cotidiano do que se imagina e a discussão foi primordial para apontar caminhos visando enfrentar os desafios relacionados ao tema.
“Nós precisamos valorizar essas questões e criar caminhos que deem mais qualidade de vida, conforto e segurança. Não só para aqueles que hoje vivenciam a doença, mas para futuras gerações que enfrentarão situações semelhantes”, alertou. Segundo ele, um tema que merece destaque é a questão do cuidador. Conforme apontou, há projetos na Casa que buscam regulamentar a profissão e criar opções de financiamento para os que necessitem desses profissionais.
Durante o seu depoimento, Ana Maria Zaguini Bernardes, acometida pela doença e presidente da Associação Paranaense dos Portadores de Parkinsonismo, destacou a importância da saúde para a realização humana. “Fui uma nadadora detentora de vários títulos, e aprendi que a medalha de ouro não é de ouro, é dourada. Então, hoje, estou unida aos irmãos parkinsonianos para dividir a minha força. A doença é difícil, mas com humor e alegria tudo vai bem” declarou. Ana Maria fez um apelo para que os parlamentares apoiem todos os pacientes de Parkinson. “Olhem para nós, e vejam o rosto de Cristo. Quando Deus nos julgar não vai perguntar ‘cadê o seu advogado?’, mas o quanto cada um de nós amou o próximo”, afirmou.
Dr. Nasser Allan, da Academia Brasileira de Neurologia, além de fazer ampla explanação sobre a doença, destacou que a legislação que trata da isenção de impostos e de certos benefícios no imposto de renda necessita ser reformuladas por discriminarem uma série de patologias degenerativas semelhantes ao Parkinson e a demências. “Elas não estão contempladas hoje e fazem com que os pacientes vivam um calvário para conseguir se enquadrar dentro da atual legislação”, afirmou.
De acordo com Eduardo Barbosa, sempre que se tenta aprovar algum benefício tributário ou previdenciário, é necessário antes travar uma luta com os ministérios da Fazenda e do Planejamento.
Em sua intervenção final, o deputado agradeceu a participação dos representantes, principalmente, pelo exemplo de resiliência, de luta e de coragem. “Nossa Casa precisa muito disso. Dessa percepção que a vida está além dos fatos”, concluiu.
Participaram, também, do debate os representantes da Associação Brasil Parkinson São Paulo, Samuel Grossmann; da Associação Brasil Parkinson Rio Grande do Sul, General Milton Ferraz Henemmam, e do Ministério da Saúde.
O objetivo da audiência foi levar o tema à Comissão de Seguridade Social e Família para que a Comissão possa contribuir com a interlocução junto ao Ministério da Saúde para a criação de uma política pública direcionada ao segmento. Outra questão destacada foi a importância das associações se organizarem cada vez mais, para incidir de maneira mais efetiva na elaboração e no controle social das políticas públicas. Amanhã, sexta-feira, será fundada em Brasília a Federação Nacional Parkinson, com vistas a fortalecer a organização das pessoas com a doença de Parkinson.
Números
De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), há no mundo cerca de 4,7 milhões de pessoas portadoras da doença de Parkinson. No Brasil, estima-se que essa população esteja em torno de 300 mil pacientes. A doença atinge principalmente a terceira idade e afeta diretamente as famílias dos seus portadores pelos cuidados especiais indispensáveis aos parkinsonianos.
O tratamento da doença necessita, além dos médicos e dos indispensáveis medicamentos, da ação de outros profissionais, como: psicólogos, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, nutricionistas, professores de artes e de práticas de atividades físicas e esportivas, além dos que atuam nos segmentos do convívio social e de apoio a famílias fragilizadas.

Galeria de Fotos:

http://www.eduardobarbosa.com/sitedata/imgsdt/noticiasLe/754/thumbs/park128678.jpg

Com informações do Diário Tucano